Postagem em destaque

Parceria com a Colorindo Design #ColorindoDesign

 Oi amores e amoras,Tudo bem com vocês? Estou mega feliz com meu mais novo cantinho todo novo feito com muito amor e dedicação,Ele foi fe...

09/10/2016

Ferretina baixa

Hoje,O assunto é a saúde.
A ferritina é a mais importante proteína que atua na reserva orgânica de ferro. Ela existe em quase todos os seres vivos, incluindo bactérias, plantas e animais. Trata-se de uma macromolécula encontrada em todas as células do organismo humano, especialmente no fígado,baço e medula óssea e está envolvida na síntese, metabolismo e reserva do ferro. Assim, pois, a ferritina circulante reflete diretamente o nível de ferro estocado no organismo, porque os níveis séricos de ferritina são diretamente relacionados à quantidade de ferro disponível no corpo. Normalmente, a ferritina armazena o ferro e o libera de forma controlada, conforme as necessidades.

Dosagem da ferritina
A dosagem da ferritina circulante reflete diretamente o nível de ferro presente no organismo. É muito importante para a saúde do indivíduo que o ferro esteja na dosagem adequada; nem em falta, nem em excesso. A variação normal da ferritina está entre 20 e 80 ng/ml. Menos de 20 significa deficiência em ferro e mais de 80 significa sobrecarga. Em geral, o médico pede esse exame para detectar e avaliar a gravidade da deficiência ou excesso de ferro. Sua dosagem é solicitada quando o hemograma revela baixo nível de hemoglobina ou quando se constata a presença de hemácias descoradas e diminuídas de tamanho, condições que sugerem a presença de anemia por deficiência de ferro. Ele pode também ser solicitado quando o médico suspeita de excesso de ferro. A carência de ferro pode ser devido a perdas excessivas, como acontece nas grandes hemorragias ou em virtude de condições de má absorção.
Quais são os principais sinais e sintomas das alterações dos níveis séricos de ferritina?
O nível saguíneo de ferritina sérica pode estar em valores abaixo ou acima do normal, indicando deficiência ou excesso de ferro no organismo. Uma das consequências da carência de ferro é uma forma de anemia (existem outras) denominada anemia ferropriva.
Outras manifestações da carência de ferro, algumas delas devido à anemia, são:fadiga crônica, fraqueza, tontura e cefaleia, sensação de queimação, lesões nascomissuras labiais, unhas arqueadas em formato de colher, falta de ar, sonolência, irritabilidade, zumbidos auditivos, dor torácica, dores nos membros inferiores,choque e insuficiência cardíaca. Baixos níveis de ferritina têm sido relacionados àsíndrome das pernas inquietas e indicam a presença de hipotireoidismo e deficiência de vitamina C. Pode ocorrer também o desejo de ingerir substâncias estranhas não comestíveis que contenham ferro como giz, alcaçuz, poeira ou terra.
Quando há níveis elevados de ferro os sintomas tendem a piorar com o tempo, como resultado do acúmulo do metal nos tecidos do organismo. São eles: dores nas articulaçõesfadiga, fraqueza, dor abdominal, redução da libido, problemas cardíacos. Níveis elevados de ferritina podem indicar doenças como patologiashepáticas, sobrecarga de ferro, leucemiainflamação ou infecçãodoença de Hodgkin, anemias hemolíticas crônicas, doença renal crônica. Quando a ferritina é muito alta, isso pode ser indicativo de processo inflamatório agudo. Uma ferritina cronicamente alta pode levar à doença pancreática e ao diabetes.
Como tratar os desvios quantitativos da ferritina?
O tratamento para uma ferritina elevada consiste em doar sangue. Para a deficiência em ferro o melhor tratamento é o ferro orgânico da carne ou dosangue de animais.

Como aumentar a ferritina?

Pelas referências do exame de sangue, ter uma ferritina baixa é abaixo de 10 ng/ml. Porém, para uma boa saúde, o ideal é que esteja no mínimo 50 ng/ml. Para que a tireoide funcione em perfeita harmonia, os níveis devem estar em pelo menos 70 ng/ml, pois a tireoide utiliza muito o ferro. Essa referência também vale para queda de cabelo: se estiver abaixo de 70 ng/ml, isso já contribui para a queda.
Para melhorar a ferritina, o ideal é caprichar nos alimentos com ferro, sempre que possível combinados com vitamina C, que é importante fator na absorção do ferro. Se você já se alimenta muito bem, e ainda assim sua ferritina é baixa, você pode usar suplementos de ferro ou, como alternativa mais natural, o melado de cana também pode ajudar.

Alimentos Ricos em Ferro


Consequências da Ferritina Baixa

Quando os níveis de ferritina são baixos, pode se desenvolver anemia, bem como uma série de sintomas, tais como fadiga, falta de energia, pele pálida e fraqueza ou tontura, queda de cabelo e hipotireoidismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Alzinete Rodrigues | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Colorindo Design | Tecnologia do Blogger.